segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

“Venda do futuro”: dois empréstimos e “juros” de R$ 160 milhões

Por Alexandre Bastos, em 27-12-2015 - 22h20

O economista Ranulfo Vidigal usou o seu perfil no Facebook para comentar sobre a “venda do futuro”. Ele somou os dois empréstimos (dezembro de 2014 e dezembro de 2015) e afirmou que o governo Rosinha se comprometeu a pagar nada mais, nada menos do que R$ 160 milhões.
Segundo Vidigal, uma saída para aliviar a Prefeitura seria “propor aos credores um perdão da dívida consolidada entre 50% e 70%”.
venda
Só com os “juros” seria possível reformar 22 vezes o Hospital São José, obra que ainda não saiu do papel. Ou então, construir um grande Hospital da Mulher (aqui) e ainda sobraria mais de R$ 100 milhões. Também seria possível construir mais de 50 Vilas Olímpicas, tendo em vista o valor que a Prefeitura pagou pela obra de cada uma (aqui). O dinheiro também daria para reformar e ampliar o Ferreira Machado (aqui), resolver o problema do plano de saúde dos servidores e comprar uma frota de ambulâncias.
Fonte: Folha da Manhã on-line

Nenhum comentário: