sexta-feira, 19 de julho de 2013

TERMINA BEM O CASO DO PÃO MOFADO

Da página de Claudia Moura Gouvêa, no facebook)


Fernando Leite, 

Conforme postei ontem aqui na minha timeline, comprei dia 16 de julho uma embalagem de pão integral fabricado pelo Superbom da Tarcísio Miranda, fabricado 16 de julho. 

Postei aqui e pedi também ajuda aos amigos Cláudio Andrade, Gustavo Matheus, Fernando Leite e Jane Nunes. 

Destes, apenas os 2 últimos publicaram minha indignação.
Agradeço imensamente o respeito e seriedade com que levam seus blogs. Fernando Leite e Jane Nunes.

Publiquei também na página do Superbom com fotos.

Hoje à tarde, recebi uma mensagem da referida página, me pedindo telefone e endereço.

Imediatamente forneci, esclarecendo que eu estava indignada.

Venho então por meio deste comunicar as providências.

Recebi a inesperada visita do Senhor José Marcelo, Supervisor Geral de lojas e do Senhor João Luiz, Gerente da loja da Tarcísio Miranda.

Vieram com toda educação do mundo e foram por mim recebidos com a mesma deferência.
Logo pudemos eu, e José Marcelo, nos reconhecermos, pois trabalhamos juntos 20 anos atrás. E nutrimos respeito recíprocos.

Depois de montrar-lhes o pão, ouvir do gerente os cuidaods com a preparação dos mesmos, aceitei as desculpas de coração, deixando claro que não gostaria que acontecesse com outras pessoas, e que esperava que providências fossem tomadas.

Aproveito pra elogiar o Gerente do Superbom Tarcísio Miranda, pois eu e minha família só fazemos nossas compras lá, por considerarmos a melhor loja de Campos, com limpeza impecável, organzação, além de excelente educação dos funcionários, que faz a diferenças no local.

Despedimo-nos e tempos depois fui surpreendida com a gentileza dos dois respeitáveis senhores representantes do Grupo Superbom com uma torta salgada e duas caixas com guloseimas diversas.

Estou extremamente satifeita com a deferência com que fui tratada.

Deixo meus protestos de estima e desejo que o senhor João Luiz, gerente da Tarcísio Miranda alce vôos bem altos na rede, pois é merecedor de todo respeito, por ser competente.

Já ao José Marcelo, supervisor geral, digo que realmente esperava que ele tivesse alcançado esta posição, pois quando trabalhamos juntos ele demonstrava competência e honestidade.

Fica aqui então todo desenrolar dos fatos e peço aos nobres amigos e blogueiros que republiquem para dar desfecho bom ao caso.

Cláudia Moura Gouvêa

3 comentários:

Anônimo disse...

Jane, peço que publique porque voce não tem nada com isso rsrsrs sequer te conheço mas, sinceramente, me desculpem os demais , mas honestidade e verdadeiro respeito ao outro quem tem mesmo é voce, Ricardo André e o Fernando Leite.Por isso nem perco tempo visitando orquestrações de interesses meramente pessoais e sem idealismo.
E não me venham dizer que ideologia blá blá blá...
Tudo que temos hoje, toda a realidade, para o bem e para o mal, foram um dia apenas uma utopia, uma idéia .
Naõ desisto de um paradigma diferente em que , não o capital, mas a vida seja a norteadora das ações .
Parabens pela sua coerencia.Honestidade tem cheiro e sabor.

Marcelo Bessa Cabral disse...

Que a correta atitude dessa moça sirva de exemplo para as pessoas que vivem de inventar processos por "danos morais": a vida moderna tem seus percalços mesmo.

Anônimo disse...

Obrigada, Marcelo Bessa Cabral, isso é questão que nasce no berço.


Claudia Moura Gouvea