quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Adeus 2014 ...



 O ano de 2014 foi intenso , mas nem de longe poderia imagina-lo terminar de forma tão trágica . Rogo aos céus a misericórdia divina. Que Deus  conforte Elisa e Rossini, pais da Laura,  Mariana, sua irmã, suas avós e avôs, seus familiares e amigos . 
Toda nossa solidariedade nesse momento ainda é pouco. A sensação de impotência é grande ...

  Do mural  de Maria Cristina Torres Lima
  no Facebook

Passado o efeito do medicamento que me garantiu algumas horas de sono, constato algo novo dentro de mim: o amanhecer, que, antes se tingia de cores vibrantes e promissoras, me encontra na busca desesperada de tentar driblar esse grande vazio que parece me consumir. Estamos todos juntos, embolados, na tentativa de transferir forças entre nós! O amanhecer nos conduz à certeza de que nosso passarinho empreendeu o seu grande voo em direção ao mesmo
azul que tingia seu vestidinho na mensagem de Natal. Voou sem olhar para trás! E nós ficamos aqui, ainda sem condições de acenar para ela, de desfraldar o lenço branco que saúda os vôos sem volta, deixando um rastro de luz e de saudade indizíveis!Como é difícil, meu Deus! Dai-me forças, Pai, para ver no alvorecer o realinhamento dos nossos rumos, apesar dos inúmeros "se" que povoam nossos corações e mentes. A realidade nos engole, nos deixa paralisados e saímos na busca das recordações, dos ruídos, dos cheirinhos, do tagarelar, das gracinhas, dos beijos dados sem motivo e sem hora em quem se apresentasse mais desprevenido.Quis Deus que eu a recolhesse em meus braços! Mas, dentro da minha pequenez de criatura humana imperfeita, propus a Deus ( que audácia, a minha) que me levasse no seu lugar! Imagina, se o Criador trocaria um anjinho cheio de inocência, alegria e afetividade por uma pecadora persistente. E aqui ficamos nós! Mesmo sangrando, com a ferida aberta e latejando, urge que honremos a condição de filhos de Deus e acatemos os Seus desígnios, às vezes tão complexos para nossa vã compreensão! Laurinha, na contemplação do seu voar sereno, vovó entendeu que o meu amor por você é maior que o infinito! Fique em paz, meu bebê doçura, enquanto nós vamos tentando preencher esse enorme vácuo que seu voo deixou!

Do mural de  
Sandra Peralva


Nossos agradecimentos a todos, pelas palavras de conforto, pelo abraço apertado, pela presença nesse momento de imensa dor.
Deus os abençoe!
Uma vez ouvi, que o menino Jesus chama as criancinhas, para ajudá-lo acender as estrelas no céu!

3 comentários:

carlnhos j.carioca disse...

Que Deus na sua infinita bondade,conforte e tenha misericórdia dessa familia que se encontra enlutada e triste!

Alessandra Souza disse...

Eu sinto muito por essa perda irreparável, que Deus conforte a cada dia o coração dos familiares! A nossa eterna Laurinda virou estrelinha!!! :...(

Anônimo disse...

Laurinha, mesmo do outro lado da vida,você, conseguiu, arrancar lágrimas desse sessentão.